25 março 2017

volte a amar




Deus criou todas as pessoas com uma necessidade vitalícia de serem amadas.
Essa "necessidade de amor" está presente em cada estagio da vida. Pelo menos algumas vezes na vida todos nos, experimentamos o amor genuíno. Mas e  quando o amor não é correspondido? Quando sentimos a dor da fome de ser amados, mas não somos atendidos? Se sentimos um nada. Um ser indigno. A autoestima cai, começamos a nos menosprezar, achar defeitos em si mesmo, será que não sou bonito? ou é meu jeito de vestir? ou será meu jeito de ser? Ficamos se remoendo por dentro,  procurando entender porque aquele relacionamento, tinha tudo para dar certo, não deu. Onde foi que errei? Algumas vezes erramos, outras vezes, não erramos sozinhos, e outras vezes  as coisas desandam tomando rumos diferentes, ficando incapaz de fazer algo, para que, não chegue ao fim. Muitas pessoas passam a vida inteira tentando satisfazer a necessidade de amor através de uma série de relacionamentos superficiais e falidos com esforços inúteis. O tempo vai passando  e essas pessoas vão se tornando  frias, reservada  e murcha por causa de uma busca vazia e sem êxito. Isso é triste. Mas não quer dizer que você tenha de ser assim para sempre, só porque alguns amores não deram certo para você. Não quer dizer que a próxima pessoa que se aproximar de você, será como todas as outras que já passaram em sua vida. Você não precisa se manter fechado para o amor, para sempre. Jesus não cura apenas o exterior, mas o interior também. Você precisa abrir seu interior para  conseguir alivio genuíno, deixar que Cristo te libere do sofrimento emocional causado pelas rejeições, frustrações magoas dores e tristezas. Ele é o "bálsamo de Gileade" (Jr 8.22) suas palavras suaves trazem cura como "mirra destilada" para sua alma ferida. Jesus é o Grande Medico! Se abra para o amor, ame alguém especial. Eu sei tudo deu errado até agora, mas não tenha medo, dessa vez dará  certo. Ame! Seja intenso, não se preocupe, o amor merece e você também. Volte a amar!

Share with the world:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Designed by Beautifully Chaotic