28 abril 2017

Jejum


Fala a todo o povo desta terra, e aos sacerdotes, dizendo: Quando jejuastes, e pranteastes, no quinto e no sétimo mês, durante estes setenta anos, porventura, foi mesmo para mim que jejuastes?
Zacarias 7:5
Fala a todo o povo desta terra, e aos sacerdotes, dizendo: Quando jejuastes, e pranteastes, no quinto e no sétimo mês, durante estes setenta anos, porventura, foi mesmo para mim que jejuastes?
Zacarias 7:5
Fala a todo o povo desta terra, e aos sacerdotes, dizendo: Quando jejuastes, e pranteastes, no quinto e no sétimo mês, durante estes setenta anos, porventura, foi mesmo para mim que jejuastes?
Zacarias 7:5

Fala a todo o povo desta terra, e aos sacerdotes, dizendo: Quando jejuastes, e pranteastes, no quinto e no sétimo mês, durante estes setenta anos, porventura, foi mesmo para mim que jejuastes?
Zacarias 7:5

Quando jejuastes, e pranteastes, no quinto e no sétimo mês, durante estes setenta anos, porventura, foi mesmo para mim que jejuastes?
Ou quando comestes, e quando bebestes, não foi para vós mesmos que comestes e bebestes?
Zacarias 7.5-6

Há dois extremos que não nada saudáveis, nem bíblicos a respeito do jejum. Um deles é eleva-lo a ponto de fazer dele uma pratica legalista; o outro, ignora-lo por completo na vida cristã.
   Vivemos em tempos que a satisfação dos prazeres e desejos de nosso corpo, é praticamente um mandamento. Na cultura hedonista, o alimento não é apenas uma necessidade mas um prazer. Somos bombardeados com imagens tentadoras de todo tipo de comida (saudável ou não), e gulosamente  cedemos aos apelos da mídia.
   A Bíblia e a história mostram que homens e mulheres que desejam conhecer a Deus jejuam. O Senhor Jesus nos deixou seu exemplo, fazendo o jejum mais longo que o ser humano é capaz de suportar, antes de entrar em inanição; ele jejuou durante quarenta dias. Em seus ensinos Jesus pressupôs  a prática do jejum, da parte dos seus discípulos, ao afirmar "quando jejuarem" (Mateus 6.16) Jejuar, portanto, é bíblico, e embora não haja uma ordem explicita, o Senhor espera que os crente jejuem ( Mateus 9.15)
 Por ser uma pratica muito negligenciada nos dias de hoje muitos não sabem como nem porque jejuar.
O jejum deve ser feito com a motivação certa. Não deve visar benefícios físicos, ou seja não é dieta para emagrecer. Também não deve ser feito para conseguir o que Deus faça que queremos. O jejum deve concentrar-se em Deus.  Conhecê-lo melhor e agrada-lo deve ser o objetivo de quem jejua.

Os  aspectos práticos do jejum 

Algumas restrições e orientações precisam ser observadas.  Mulheres grávidas, diabéticos, pessoas com problemas cardíacos não devem jejuar.

Quais os tipos de Jejum ?

    Existe vários tipos de jejum:  o jejum absoluto, em que a pessoa se abstém do alimento sólido e líquido, inclusive água.  Esse jejum não pode ser feito por mais de três dias. 
O jejum normal consiste em abster-se de alimentos sólidos, mas a pessoa bebe água. 
O jejum parcial em que a pessoa se priva de alguns tipos de alimentos. Se você tem dúvidas consulte um médico para confirmar se tem aptidão física para o jejum.

    Não é aconselhável que uma pessoa que nunca jejuou ou jejua raramente,  iniciar a prática do jejum  todos os dias da semana É preciso seguir uma progressão, aumentando pouco a pouco o período de abstinência do alimento.
   Uma sugestão é começar privando-se do almoço, uma vez por semana, durante dois meses. Após esse período, pode-se privar de duas refeições, por mais dois meses. O passo seguinte é ficar 24 horas sem se alimentar, podendo ingerir sucos de frutas naturais e água. Quando o organismo estiver se habituando, é possível fazer o jejum normal ( nenhum alimento sólido e beber apenas água) uma ou duas vezes por semana.
   Não é necessário isolar-se do mundo enquanto jejua, mas é recomendável, quando possível usar os tempos das refeições para orar e meditar. Nunca é demais lembrar que quem jejua não deve alardear sobre sua prática.  Se chamar atenção para si as pessoas ficarão impressionadas e você já recebeu sua recompensa. 
   Sim, o jejum é para a mulher e o  homem crente do século XXI. Por meio dessa disciplina você terá uma percepção maior de si mesmo (a) (seus pecados aquilo que o domina e escraviza) e principalmente, terá um conhecimento mais profundo de Deus. Vale apena trocar uma pizza por tudo isso!

E aí gostaram ? vão tentar ? Deixe sua opinião nos comentários ela é muito importante para mim ❤️

Share with the world:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Designed by Beautifully Chaotic